RESENHA | A MÁGICA DA ARRUMAÇÃO

livro (1 de 2)

Como eu já comentei por aqui, eu gosto muita da ideia de ter uma vida organizada. Por isso, quando eu vi o sucesso que esse livro estava fazendo eu simplesmente precisei comprar.

Essa autora, a Marie Kondo, é uma espécie de personal organizer, que vai na casa das pessoas ensiná-las a se organizar melhor. Ela criou um método chamado “KonMari”que aparentemente muda a vida de muita gente. Ela já começa o livro falando de gente que, depois de organizar a casa, emagreceu, largou o marido, abriu o próprio negócio, etc. O método dela é todo relacionado a sentimentos e energia, o que aparentemente acaba refletindo em outros aspectos da vida.

Bom, o processo que ela ensina é bem simples. Vou compartilhar alguns tópicos importantes, caso alguém queira experimentar em casa:

  • A organização da casa toda deve ser feita no menor tempo possível, porque você não consegue manter a empolgação por muito tempo. Então nada de arrumar de pouquinho em pouquinho, ela acredita em uma organização radical, feita de uma vez só.
  • Para a Marie Kondo, toda organização deve começar com o descarte. Você precisa descartar o máximo de coisas possível da sua casa.
  • O critério do descarte é bem simples, ela aconselha você a analisar objeto por objeto, julgando se ele te traz alegria ou não. Nada de “se você não usa uma roupa há mais de ano, ela precisa ser descartada”. Por mais que uma coisa não tenha muita utilidade, se te faz bem olhar para ela, ela pode ficar. Você deve usar a intuição e não a razão.
  • Você deve tomar cuidado com o apego ao passado e o medo do futuro. “Posso precisar disso um dia” ou “Eu gostava muito desse objeto antigamente” não são argumentos válidos.
  • O processo de descarte deve ser feito sozinho. Ter uma amiga ou um parente do lado pode atrapalhar o seu julgamento.
  • As coisas não devem ser divididas por cômodos, mas sim por categorias. No momento que você for analisar os seus livros, por exemplo, deve reunir todos os livros espalhados pela casa em um só lugar, e aí sim ver com quais quer ficar.
  • Segundo ela, é melhor começar por categorias mais fáceis e evoluir para as mais difíceis. A ordem sugerida é: roupas, livros, papelada, itens varidos e, por fim, objetos com ligação emocial (fotografias, presentes, etc)
  • Ela aconselha a descartar primeiro as suas coisas, deixando as áres de uso comum da casa para o final.
  • Na hora de guardar cada coisa em seu lugar, a Marie Kondo dá preferência à organização vertical. Por exemplo, ela diz para dobrar as roupas de maneira que elas fiquem de pé, assim você consegue enxergar tudo e uma peça não fica em cima da outra.
  • Ter várias caixas, divisórias e itens que prometem ajudar na organização não adianta nada. Com isso você só está acumulando mais coisa dentro da sua casa. A ideia é usar o espaço que você tem e tentar manter pouco coisa.

livro (2 de 2)

A Marie Kondo diz que seguindo esse método nenhum dos clientes dela sofreu o “efeito rebote”. Isso eu achei muito interessante, porque o que mais acontece na vida é sua casa voltar a ficar bagunçada logo depois que você organizou, né?

Enfim, fiquei muito intrigada e esse livro acabou me inspirando ainda mais a dar uma geral na minha casa (coisa que eu já estava querendo fazer). Talvez eu não consiga seguir ao pé da letra tudo que ela ensina, mas com certeza tirei algumas dicas valiosas.

Super recomendo a leitura.

Compartilhe:
Comente
Comente pelo Facebook
Deixe um comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.

2 Comentários
  1. […] duas dicas muito valiosas do livro A Mágica da Arrumação. A primeira foi tirar absolutamente tudo do armário. Pode parecer um trabalho desnecessário, mas […]

  2. […] para editar fotos”, “os melhores de moda”, etc, etc. Maaaas, depois que eu li o livro da Marie Kondo e a minha vida mudou, dei uma limpa até no meu celular e apaguei todos os aplicativos que eu quase […]